Pages

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Visitando um recém nascido


Oi gente

Na maioria das vezes meus posts são direcionados  pra quem ainda esta tentando engravidar....mas claro que nao esqueço das gravidinhas do pedaço.
E o post de hj é pra elas...pois fala especificamente sobre as visitas que elas irão receber qdo o baby nascer.
Apesar que na vdd..o post é mais pra quem vai visitar do que pra quem vai receber rsrsrs
Mas vamos ver o que vcs acham..vou dar minha opinião tbm...contando o que vivi qdo tive meu primeiro filho.

Visitando um recém nascido

A ansiedade para conhecer um bebê que acabou de nascer é normal. Mas antes de sair correndo, preste atenção em alguns detalhes. Assim, você não corre o risco de ser inconveniente e atrapalhar esse momento tão íntimo e delicado.

Você passou praticamente os nove meses acompanhando de perto a gestação da sua amiga, prima ou cunhada. Ou não. Mas simplesmente não resiste à notícia de um nascimento, ainda que seja do filho da irmã da tia da sua vizinha. A vontade de sair correndo para a maternidade ou para a casa dela e finalmente ver aquele rostinho é normal. Afinal, quem resiste a um bebê recém-nascido? 

A chegada de uma criança ao mundo é, sim, motivo de celebração. No entanto, é preciso ter calma, porque nesse momento, cria-se uma nova família, que precisa se conhecer e se adaptar às mudanças que acontecem bruscamente, mesmo que tenham sido precedidas por nove meses de preparação.

Para evitar gafes, confira as dicas abaixo antes de visitar um recém-nascido. Elas foram elaboradas na base da opinião de quem mais entende do assunto: as mães...
 Se você for a grávida, vale compartilhar a lista com amigos e familiares.
Será que vale a pena ?..no meu caso se eu fizer isso ninguém vai me visitar rsrsrsrs

1. No hospital ou em casa?


Algumas mães preferem receber as visitas ainda no hospital, pela praticidade de poder contar com todo o suporte das enfermeiras para os cuidados com o bebê, por não precisar se preocupar com a organização e a limpeza da casa, nem com o que servir. 
Recebi visitas no hospital ,mas somente da família mesmo.Os vizinhos e amigos deixaram pra fazer as visitas depois que eu ja estava em casa.
Outras, acham os primeiros dias muito cedo, porque ainda estão conhecendo o bebê e preferem reservar esse momento íntimo apenas para a família. Para saber qual é o caso, não tem segredo: é preciso perguntar. Se o pai ou a mãe pedirem para que você espere mais algum tempo, não fique chateado. Respeite a decisão e visite-os no momento combinado. Quando começam a tirar os cuidados com o bebê de letra, geralmente depois do terceiro mês, as mães passam a adorar receber visitas. Isso porque acabam ficando muito tempo dentro de casa, só com a criança, e conversar com um adulto ajuda a espairecer.
Acho que esperar 3 meses pra fazer a visita é meio exagerado,rsrs...

2. Ligue antes. Sempre.



Visitas surpresas nem sempre são agradáveis. Com um recém-nascido em casa, então, pior ainda. Ligue antes de aparecer e combine com a família o melhor horário. O bebê ainda não tem horários definidos para dormir e você pode tocar a campainha bem na hora da soneca, que também é um dos poucos momentos que a mãe tem para aproveitar e descansar.
Na epoca que tive meu filho ,nao tinhamos telefone fixo em casa...celular entao nem se fala kkkkk acho que ter fixo era coisa de rico...e celular nem preciso comentar...
Então ninguém ligava antes ,nao.

3. Coma antes de chegar e evite ir em horários de refeições

Quando nasce um bebê, a rotina da família se altera de tal forma que fazer uma refeição completa representa quase um milagre. Fazer uma refeição completa, sem deixar a comida esfriar é mais raro ainda. Então, evite combinar visitas em horário de almoço ou jantar. Mesmo que você deixe claro que não espera que os anfitriões sirvam nada, eles podem se sentir frustrados por não conseguirem oferecer algo. Além disso, você pode chegar bem na hora em que eles próprios estão comendo. Uma boa alternativa é fazer a visita e levar uma comida pronta, para oferecer aos pais, que nem sempre têm tempo de cozinhar.
Sinceramente não me lembro se recebi visitas em horários que estávamos comendo...mas que ter uma refeição sem que a comida esfrie é uma tarefa mais difícil qdo se tem um bebezinho..ahh isto é...principalmente se vc nao tiver alguém o tempo todo pra te ajudar(que nao era meu caso,pois tinha minha mãe me ajudando o tempo todo)

4. Não leve crianças

Se você tiver outra opção, não leve crianças para visitar o recém-nascido. Isso porque os pequenos podem fazer muito barulho ou querer pegar o bebê e beijá-lo sem parar, deixando os novos pais em desespero e você em uma situação constrangedora. É o comportamento normal e esperado. 
No entanto, talvez as primeiras semanas não sejam o momento adequado para iniciar a convivência. É mais garantido aguardar alguns meses.
Ai gente...como vc vai falar pra visita que ela nao pode levar o filho.Acho complicado...pois eu ia ficar chateada se alguém falasse pra mim que eu nao posso levar meu filho na casa dela .Mas agora nao me preocupo mais com isso..porque,ne...ele ja tem 15 anos rsrsrs
Mas por outro lado..se a criança for mto bagunceira realmente causa um desconforto.Então acho que cabe a propria mae saber se deve levar ou nao o filho,pois ela sabe como ele vai se comportar,ne rsrs

5. Não vá se estiver doente

Esse tópico dispensa explicações, mas, mesmo assim, é bom lembrar. Como o bebê acaba de chegar ao mundo, ainda não tem o sistema imunológico completamente desenvolvido, nem tomou todas as vacinas. Por isso, ele fica mais suscetível a ação de vírus e bactérias. Melhor se recuperar totalmente antes de conhecer o recém-nascido.

Sem comentários,ne...mas comentando rsrsrs
Nao recebi visitas de pessoas doentes...mas nao pq impedi,mas pq todo mundo teve o desconfiômetro ligado rsrs e ninguem apareceu doente la em casa.

6. Não fume e não use perfumes

O olfato do bebê é muito sensível. Sem falar na possibilidade de ele ter uma série de alergias ou restrições, que ainda não foram diagnosticadas. Por isso, é de bom tom evitar expor a criança a cheios desnecessários. Não fume antes (e muito menos durante) da visita e esqueça os perfumes fortes. Melhor ainda se você esquecer os perfumes em geral.

Na epoca que eu filho nasceu o pai dele reduziu drasticamente a quantidade de perfume que usava...e nao cheguei a observar nenhuma visita com perfume mto forte..senao me lembraria do episodio

7. Higiene reforçada


A maior parte das mães de recém-nascidos deixa bem aparente para as visitas um frasco de álcool-gel. Não é frescura, nem exagero. Se elas disponibilizam o produto, é porque querem que você use, principalmente antes de pegar o bebê. Não custa, né? Mesmo que elas não tenham um pote para oferecer, lembre-se de lavar sempre as mãos, para proteger o bebê.

Naquela época nao existia álcool em gel...rsrs
Mas acho importante manter um por perto


8. Visitas rápidas


Visitar um recém-nascido significa, sim, que você se importa com ele, com a mãe e com o pai. Não dá para negar que é um sinal de carinho. Porém, para demonstrar toda a sua gentileza, você não precisa ficar horas e horas. O bebê pode ter tido cólica a noite inteira e, muitas vezes, os pais precisam descansar, em vez de fazer sala. A não ser, é claro, que eles peçam para você ficar - e aí, cabe a você a sensibilidade de interpretar se o pedido é real ou se foi feito apenas por educação.

Eu recebi visitas que ficaram poucos minutos e eu desejava que tivessem ficado mais  ...e recebi visitas que pareciam que nao iam embora nunca e eu ja tava ate cansada da pessoa kkkkkkk...

9. Não peça para a mãe acordar o bebê


Sono de recém-nascido é sagrado. Pelo menos para os pais que passam dias e noites acordados, esperando ansiosamente pelo momento em que o bebê finalmente fecha os olhos e descansa. Assim, eles também podem dormir um pouco ou fazer outras atividades. Por isso, se bem na sua hora de fazer a visita a criança estiver dormindo, nem cogite a possibilidade de pedir aos pais que o acordem.

Ninguem chegou a pedir que eu acordasse meu filho...

10. Não pegue na mão do bebê, não beije e nem pegue no colo, caso a mãe não queira

Você já reparou no número de objetos em que você encosta as mãos todos os dias? Chaves, paredes, dinheiros, celulares... Enfim, uma infinidade de itens que, para nós, adultos, são comuns, mas que, para recém-nascidos desprotegidos, podem ser fontes de vírus e bactérias. E bebês vivem colocando as mãos na boca. Então, evite pegar nos dedinhos do pequeno e também não o beije. Pegar no colo, só se a mãe oferecer.

No meu caso ofereci pra todos que me visitaram se queriam pegar o Isaac.
Pq sei que mtas pessoas tem vontade pegar ,mas tem vergonha de pedir e levar um sonoro NAO da mae,rsrs
Então so nao pegou quem nao quis mesmo...rsrs

11. Mão na massa

Se você for minimamente íntimo do casal, não pense duas vezes antes de arregaçar as mangas. Depois de ver o rostinho do bebê e de parabenizar os pais, faça o que puder para ajudá-los em casa. Lavar uma louça, passar uma vassoura no chão, estender a roupa que está dentro da máquina há um tempão ou até deixar uma comidinha pronta são tarefas simples e que se acumulam, por conta das novas demandas da família. Se for um amigo bem próximo ou da família, você também pode se oferecer para cuidar do bebê enquanto a mãe toma um banho ou faz uma refeição ou, então, levar o filho mais velho, se o casal tiver um, para dar um passeio. Acredite: estes serão os melhores presentes que você pode dar.

Somente pessoas da familia me ofereceram ajuda..e foi por isso que fiquei a vontade pra aceitar...

12. Segure os conselhos e palpites


Tudo o que uma nova mãe não precisa é de palpites. Nunca. Nem mesmo quando seu filho for mais velho. Mas, principalmente, nessas primeiras semanas, quando ela ainda está se adaptando ao novo papel, conselhos inconvenientes podem deixá-la irritada, insegura, triste... A reação depende do temperamento de cada uma. Portanto, evite ao máximo frases como "Dá uma mamadeira. Esse bebê deve estar com fome", "Coloque ele no berço, se não vai ficar mal acostumado" ou "Deixa ele chorar um pouco. Faz bem para os pulmões".

Gente essa é a pior parte nas visitas...pq surgem palpites de todos os tipos...pessoas que falam que vc esta fazendo errado...pessoas que acham que tem razao em tudo...pessoas que querem te ensinar ate aquilo que vc ja sabe fazer ...
Sua cabeça fica a mil ...e a minha ficou mais ainda pq nao gosto de confrontar as pessoas,sabe.
Entao eu ouvia...mtas vezes aquilo me atingia...em outras nao.Mas nao foi facil aguentar a enxurrada de opinioes diferentes


13. Não tire fotos, se a mãe não permitir


A gente entende que aquele rostinho é muito fofo, assim como a mãozinha, a roupinha e os cabelos e que, por isso, a vontade de fazer uma foto e postar nas redes sociais, para compartilhar com o mundo, é quase incontrolável. Mas segure-se! Só tire fotos e publique na internet se os pais permitirem. Ainda assim, evite o uso de flashes, que podem incomodar o bebê.

Na epoca ninguém pediu pra tirar foto,nao.
Mas tbm ninguém andava com uma camera a tiracolo e nao existia os celulares modernosos de hj em dia rsrsrs.
O certo é pedir mesmo pra tirar a foto e principalmente perguntar se pode postar nas redes sociais

14. Não é festa, a não ser que a mãe queira



Se ao chegar na casa da nova família, você perceber que eles já estão com outras visitas, veja se não é melhor voltar outro dia. Muita gente conversando ao mesmo tempo pode deixar o bebê - e consequentemente seus pais - estressados. No entanto, algumas famílias têm preferido marcar um só dia e organizar uma pequena recepção, para que as pessoas conheçam a criança em um dia só. O encontro costuma ser marcado quando o bebê já tem três ou quatro meses. Assim, a mãe já está mais tranquila e consegue se preparar melhor. É uma maneira de não precisar se preocupar quando o bebê ainda é muito novinho e não ficar recebendo visitas todos os dias.

Teve dias que recebi varias visitas...principalmente fim de semana...a casa ficava cheia.Confesso que alguns ficava bem cansativo mesmo dar atençao pra todo mundo.
Mas tbm era bom receber o carinho das pessoas.


15. Hora de amamentar = hora de ir embora


Fique esperto. Se perceber que o bebê está reclamando e que pode ser fome, esse pode ser um sinal de que é momento de se despedir. Algumas mulheres se sentem constrangidas e preferem amamentar o bebê sozinhas, de maneira reservada. Principalmente no início, quando muitas não têm tanta prática, elas podem se atrapalhar e ficar inseguras ao oferecer o peito para o bebê. Fazer isso na frente de outras pessoas pode potencializar as dificuldades. Na dúvida, é melhor aproveitar para ir embora. Ou, então, ofereça para sair do local. ""
fonte

Otima dica essa..pelo menos é o que eu queria qdo ia amamentar...queria ficar sozinha,exceto pelas minhas irmas e mae....eu me sentia incomodada com a presença de pessoas que nao eram tao intimas assim.
Eu ainda tava aprendendo...tinha pouco leite...fora minha timidez que nao falava alto...gritava kkkkkk

Gostei mto dessas dicas...
E tive um  momento nostálgico relembrando as visitas que tive qdo meu primeiro filho nasceu...pq no nascimento do segundo foram raras as pessoas que se compadeceram em ir me visitar....afinal nao teria um bebezinho lindo no bercinho ...pra que se importar em visitar a mae ,ne.

Espero que tenham gostado

Beijos


19 comentários:

  1. Oieee...muito interessante este seu texto, mas assim como vc acho complicado sair falando isso para as pessoas, certamente alguém irá se ofender...rsrs...bom sendo a pessoa tem ou não tem, não é mesmo? O que nos resta é torcer para as que não tem irem embora logo...rsrsrs

    Bjão

    ResponderExcluir
  2. Oi Nise

    Eu não tive visita no hospital, só meu pai e minha mãe, e até prefiro. É muito cedo. Em casa a única coisa desagradável foi receber a visita de uma das vizinhas com um perfume super forte.
    Não sabia sobre seu segundo bebê, sinto muito!! Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oie Nise.... as vezes impor algumas condições para visitar eu ficaria sem jeito... mas adoro visitas em casa... mas com certeza pelo menos nos primeiros 15 dias só vou querer a visita dos amigos e familiares mais próximos... vou até para casa da minha mãe ficar mais longe.... assim vou me acostumando com o jeito do Henrique e tentar me entender com ele... Bjsss...

    ResponderExcluir
  4. Oi Nise!

    Ótimas dicas, vou visitar algumas mamães e bebês lindos daqui uns meses então é bom eu ficar atenta a esses detalhes para não atrapalhar né...

    Sinto muito pelo teu segundo bebê... Mas em breve você virá com um positivo e uma gestação abençoada para acompanharmos por aqui né...

    Ah sobre o casamento do meu tio acabei de postar:
    http://www.casaroucomprarumabicicleta.com.br/2015/05/casamento-rone-marilene.html

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  5. Excelentes dicas!!!
    Muito úteis para quem pretende visitar recém nascidos!!!!
    Um pouco de bom senso não faz mal a ninguém!!!
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  6. Nossa Nise, me vi em muitos desses tópicos, se fosse comentar ia dar um texto enorme... realmente isso é uma situação complicada, eu estava lendo esses dias sobre isso e conversando com algumas pessoas, eu vou ter muito medo de ser a chata mas também não direi amém pra tudo.

    Bjos!
    Ly

    ResponderExcluir
  7. Oi Nise!!! Tudo bem?

    Pois é... evito ao máximo visitar recém nascido porque realmente acho que a mãe precisa de um tempo com o bebê, se adaptar para a nova rotina, e principalmente descansar. Gosto sempre de visitar depois dos 2 meses, porque além da mãezinha já estar um pouco mais adaptada, ainda conseguimos interagir mais com o bebêzinho.

    Bjos, até mais!

    ResponderExcluir
  8. Nise ótimas dicas, eu apoio todas mas sei q infelizmente será bem difícil aqui em casa, algumas visitas parece q não se tocam, pior q a mamãe não quer ser chata e ai faz o q kkkkk acaba sendo indelicada!
    Aqui em casa meu esposo já fez questão de comprar o álcool-gel, e partiu dele, achei bacana.

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. A maioria visita em casa mesmo né?Mais aí vai da educação de cada um.Pra ser sincera eu não costumo fazer visitas logo quando a mãe vai para casa,prefiro esperar um pouco e sempre ligo para não pegar desprevenido pq é chato né?
    bjos

    ResponderExcluir
  10. Eu costumo visitar um mês depois do nascimento.... Acho um saco a mãe n ter chego da maternidade e já ter gente ali ... No qual acredito q ela no começo queira curtir o filhote e o espaço pra sua familia.... Por isso vou depois...rsss

    ResponderExcluir
  11. Eu nunca visito recém nascido antes de um mês. Acho que vou querer assim também. Mas não vou ficar negando visitas. Espero que tudo corra bem!
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Adorei as dicas Nise, realmente é um post essencial. Tem mta gente sem noção, e eu não sei se irão me visitar na maternidade ou quando eu já estiver em casa. Espero não me aborrecer com isso rs'
    Obrigada por todo carinho! Beijoos ♥

    ResponderExcluir
  13. Nise!
    Que post maravilhoso!!
    Adorei as dicas e muito bom se várias pessoas pudessem ler...
    Realmente tem coisas muito verdadeiras e outras um pouquinho exageradas como os 3 meses, concordo com você...rsrs

    Beijinhos!

    http://laresmeraldafeliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Nise, que maravilha de post! rsrs
    Dicas muitos boas que peguei pra mim e deu até vontade de compartilhar no Face para algumas pessoas também... kkk Infelizmente, nem todas respeitam este momento, né? :(
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá Nise,
    Seu post veio em boa hora. Minha afilhada vai nascer essa semana e eu estava comentando com minha irmã sobre todos os cuidados com recém nascidos!
    Adorei as dicas
    bjs

    http://nandinhah-tinha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Ótimas dicas.
    Eu dou palestras para gestantes em minha cidade e sempre falo algumas destas dicas para que elas repassem aos seus familiares e amigos, como uma indireta, dando a desculpa que aprenderam no curso, rsrs.
    Outra coisa que não faço e sempre aconselho é quem tem cabelo médio ou comprido, ir com ele amarado na visita, caso pegue o bebê, porque ninguém merece um tufo de cabelo no rosto, não é mesmo?
    Aproveito a visita pra te convidar para um sorteio literário que estou fazendo no meu blog. Participe.
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Nossa, excelente post. As pessoas são muito sem noção. Seria ótimo se todos lessem isso.
    Eu deixei as visitas em aberto, quando quisessem ir, onde quisessem, não queria parecer chata. Mas confesso que algumas coisas me incomodaram muito, como por exemplo horários. Gente que veio visitar depois das 22:00 (Juro!). Com a falta de higiene e noção quando estava doente, com palpites, e com visitas super demoradas.
    Foi um período tenso.
    Graças a Deus que passou.
    Bjus***

    ResponderExcluir
  18. Adorei o post
    Bom senso é tudo, eu não me sinto a vontade para fazer visitas assim tão cedo
    sempre espero um mês

    www.morenaemoderna.com

    ResponderExcluir
  19. Morro de medo de visitas, pra ser sincera não gosto de receber ninguém de surpresa, quanto ao meu bb que nasce em março então... vou postar varias dicas de visitas no facebook para ver se ajuda, acho um momento muito intimo ir na maternidade é só para os familiares mais íntimos, e em casa só depois de uns 2 meses mesmo, até a mamãe se adaptar, e mesm assim avisando antes... A maioria das pessoas são curiosos, e no meu caso não tem tanta gente assim para visitar... Resumindo: liguem para dar os parabens, mande msg no whats ou face... Caso a pessoa te chame pra ir vá, caso contrario não saia de casa.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita...deixe seu comentário (eu amooo) ...e volte sempre.
E se quiser pode entrar em contato comigo pelo email:
adria.nise@hotmail.com

Seu comentário sera liberado após minha aprovação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...