Pages

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Quero saber: O que é Gravidez molar?


Oi meninas 

Adivinhem...tem mais um positivo la no nosso grupo do whats...nao falei que era contagioso...
E tomara que seja mesmo contagioso,ne pq estou na fila a 11 meses ja kkkkkkk ...so em abril foram 4 tentantes que ganharam esta surpresa maravilhosa (Uma delas infelizmente não evoluiu...mas nao deixa de ser um positivo) .

Mta gente achou que o exame do ultimo post era meu...me desculpem...mas fiquei feliz em saber que tem uma torcida enorme por mim,rsrs 

E eu fico feliz em saber que meus posts deixam vcs bem informadas...sendo tentantes ou nao,rsrs.
Qdo a gente entra nesse mundo tentante fica sabendo de tanta coisa...aprendemos mto sobre nosso corpo.
E tem algumas coisas que eu nem imaginava que poderiam ocorrer...dos mtos tipos de gravidez que ocorrem eu fiquei sabendo de mais uma...a gravidez molar
Confesso que me assustou um pouco...pq como vcs sabem ja tive alguns abortos(entre eles ...a gravidez anembrionada e  a gravidez química) mas isto nunca trouxe nenhum problema pra minha saúde,graças a Deus.Porem ao buscar informaçoes sobre a gravidez molar descobri que alem de toda dor que a gravida vai sentir por estar passando por um aborto ...ela tbm poderá desenvolver algo mais grave em seu organismo por causa desse tipo de gravidez.


Gravidez Molar ..o que é?



É uma complicação rara da gestação que tende a acontecer quando algo de incomum ocorre durante o processo de fertilização no momento da concepção. Com isto, uma série de anormalidades acomete as células que formam a placenta. Muito conhecida também por mola hidatiforme, a gravidez molar se enquadra em um conjunto de condições que recebe o nome de tumores trofoblásticos gestacionais. Estes costumam não ser cancerígenos, ou seja, benignos, e apesar de se espalharem para outros locais além do útero costumam ter um bom prognóstico frequentemente.
Não é algo muito comum de acontecer em países ocidentais, já nos asiáticos é mais comumente observado este tipo de gestação, porém não se sabe ao certo o porquê.  Mulheres com tipo sanguíneo B ficam mais vulneráveis à condição. Dentre os tumores trofoblásticos gestacionais é o mais recorrente.
A gravidez molar pode ser do tipo parcial ou do tipo completa. Nas parciais o embrião está até mesmo presente na barriga da mãe e há tecidos placentários. Este, entretanto, não é um embrião comum e nem terá chances de sobrevivência.

Como ocorre a Gravidez Molar?

Quando a gestação é normal o óvulo que foi fertilizado conta com 23 cromossomos da mãe e 23 cromossomos do pai. Já quando ocorre uma gravidez molar completa, o óvulo não conta com cromossomos da mãe. Já os do espermatozoide do pai ficam duplicados. Não há formação de embrião e nem de tecido placentário, o que se nota são vários cistos juntos como um cacho de uva.
Na gravidez molar parcial o óvulo conta com todos os cromossomos da mãe e ainda com os do pai em dobro. O total de cromossomos neste caso é de 69, e não de 46 como nos casos normais. Pode ser, por exemplo, uma complicação decorrente da entrada de dois espermatozoides no óvulo. Ou também pode ser devido a uma duplicação dos cromossomos do espermatozoide. O embrião é gerado, assim como os tecidos placentários. Porém, não há chances de sobrevivência.

Como se descobre a doença (diagnóstico)

Com base nos sintomas muitos médicos já costumam suspeitar de um caso de gestação anormal. Níveis elevados de gonadotrofina coriônica humana, beta-HCG ou um útero com volume maior do que o normal, por exemplo, são alguns indícios que levam à necessidade de exames laboratoriais. Apesar de nem todas as gravidez molares apresentarem níveis anormais de beta-HCG.
ecografia pélvica é o exame que, geralmente, leva ao correto diagnóstico. Após a certeza, o médico solicita ainda uma série de exames adicionais para verificar o tipo de mola, parcial ou completa, e também para observar a extensão, por exemplo, se esta já se espalhou para fora do útero. A paciente deve, portanto,realizar uma radiografia ou tomografia computadorizada. A ressonância magnética pode ser precisa para se analisar o tórax, o abdômen, a região pélvica e também o cérebro. Dependendo das circunstâncias pode ser até mesmo preciso a realização de exames de sangue.
Após o tratamento a paciente ainda irá precisar se submeter a exames de sangue e a avaliações clínicas de rotina. É preciso o correto monitoramento do tecido para que este receba o tratamento adequado e não volte a gerar transtornos


Sintomas
No início estes se assemelham muito aos sintomas de uma gravidez normal. Porém, sangramentos incomuns começarão a acontecer. Este pode ser tanto do tipo contínuo quanto do tipo forte ou leve. Geralmente ocorre a partir de 6 semanas até cerca de 16 semana. Alguns sintomas comuns são:
  • náuseas;
  • aumento do útero;
  • dores abdominais e nas lombares;
  • vômitos;
  • inchaço abdominal.
É frequente que os níveis do beta-HCG, ou os conhecidos hormônios da gravidez, estejam excessivamente elevados. Um abortamento espontâneo também pode ocorrer. Algumas vezes, somente após levar o material abortado para um exame anátomo-patológico é que se descobre que se tratava de um caso de gravidez molar. Os sintomas precisam se levados em consideração e o tratamento adequado deve ser aplicado. Caso contrário, esta complicação pode causar sérios danos à saúde da mulher.
Prevenção
Qualquer mulher que engravide corre o risco de desenvolver um quadro como o descrito acima. Entretanto, é algo muito mais observado em grávidas que possuem idade inferior aos 20 anos ou maior do que 40 anos. Desta forma, um meio de prevenção seria utilizar métodos anticoncepcionais e evitar uma gravidez.
Quando esta é desejada, um profissional de saúde precisa estar em contato para que os cuidados pré-natais sejam feitos conforme manda a rotina. Com isto, não somente a gravidez molar como diversas outras doenças podem ser identificadas precocemente e receberem o devido tratamento o quanto antes. Quando este é feito da forma correta, o prognóstico tende a ser favorável e praticamente todos os tumores podem ser curados.
Muitas mulheres conseguem até mesmo desenvolver uma gravidez saudável após a gravidez molar, entretanto, deve-se esperar um período para tentar uma nova gestação. Em alguns casos a mola pode vir a surgir novamente, por isto diante de qualquer gravidez receba os cuidados pré-natais necessários e caso haja sangramentos contate imediatamente um médico. Fonte


Eu nao conheço ninguém que tenha passado por isso,mas deve ser um susto e tanto ,ne.
Imagina vc ja esta sofrendo por causa do aborto e entao descobre que nao era um bebezinho e que vc ainda corre o risco de desenvolver um tumor...Deus nos livre.

Olha...nao tenho a intenção de assustar ninguém...este é mais um dos meus posts informativos de sempre...a diferença é que este traz um assunto mais alarmante .

E como eu sempre digo ..quer saber sobre alguma coisa deixa aí nos comentarios que eu posto aqui..e se ja deixou sua duvida e eu nao postei sobre ela ainda é so me cobrar,pois pode ter passado despercebido.

Beijos






13 comentários:

  1. Muito sério isso hein Nise?!
    E vamos lá ... Se o grupo tá fértil logo será sua vez!!

    ResponderExcluir
  2. Tem coisas que é melhor nem ficar sabendo...
    Sabe... tem tantos casos de aborto espontâneo por má formação, e esse é mais um dos motivos. Deus queira que eu não passe por isso... não gostei de saber que afeta mais mulheres com sangue tipo B não... eu sou tipo B :(
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  3. Oi Nise

    Não conheci esse problema! É uma pena quando acontece.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Suer informativo
    tomara que pegue em ja ja e o seu
    bjos
    http://tpmamoretc.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Esse ano tá que tá viu? Logo é vc tbm hahaha.
    Nunca ouvi falar disso, é tanta coisa que só Jesus na causa :O

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Uma irmã da igreja q eu ia teve.gravidez molar, nossa como ela sofreu e teve q fazer quimioterapia! Difícil, só Deus !!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. A gravidez molar é mesmo algo bastante sério... mas, confesso que prefiro não pensar no assunto.
    Parabéns as novas mamães do grupo!!!! Espero que logo, logo vc esteja noticiando aqui o seu POSITIVO também!!!!
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  8. Nise,
    Não conhecia e que triste =(
    Deve ser horrível, só Deus para confortar!!
    Logo, logo quero seu positivooo!

    Beijinhos!

    http://laresmeraldafeliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Muito útil sua postagem.Realmente são poucos os blogs que falam sobre esse assunto.Um grande beijo!
    Obs.:Seguindo aqui ok?

    ResponderExcluir
  10. Aquele grupo vai ser só gravidinhas daqui a pouco,,, vc vai ver!!!

    Nossa... nunca tinha ouvido falar... que Deus nos livre disso...

    Bjos!
    Ly
    http://nossosdiasnossaespera.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Ai, NI,
    Nem quero comentar muito, sabe?! Quando estva grávida da minah filha orava todas as vezes que vinh aum pesamento negativocom relação a gestação e td resto. Quando a enferemeira me entregou e eu olhie mão, peás, olhinhas e vi que tava tudo perfeito a gradeci muito a Deus. Não deve ser fácil um filho doente. Nem quero pensar...
    Bjs,
    Vania

    ResponderExcluir
  12. Ni, nunca tinha ouvido falar de gravidez molar, nossa como deve ser difícil!
    Dá nem pra pensar o que uma mãe nessa situação sente, né? Que Deus nos livre se passar por qualquer coisa desse tipo!

    Força que já já seu positivo vem, sua torcida é enorme! <3

    Beijos! ;*

    ResponderExcluir
  13. Nise, primeira vez que ouvi falar desse tipo de gravidez. E eu tenho uma dúvida sim, uma prima minha descobriu que está esperando trigêmeos mas as informações no google são todas tão apavorantes que ela desistiu de buscar, mas aí eu também fiquei curiosa. Se você tiver informações à respeito, por favor compartilhe aqui no seu blog lindo! beijo!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita...
ESTE BLOG ESTA TEMPORARIAMENTE DESATIVADO
Nao estou atualizando,por isso os posts sao antigos
Mas fique a vontade para interagir com as seguidoras nos comentarios


Uma vez por semana eu libero os comentarios

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...